terça-feira, 29 de março de 2011

vacuidade

Eu acabei de fazer esse filme pra ser projetado em duas paredes paralelas. Uma delas é de espelho. Relatos de sonhos de pessoas variadas, desde um garoto de 7 anos, uma índia do Xingú, um artista do Canadá, uma fimmaker, um marceneiro de 90 anos , uma francesa empresaria, um escritor poeta ingles, um fotografo espanhol. Imagens da fusão de alguns elementos cheios de transitoriedade, que se fundem em camadas e interseções de memórias entre nunvens, ondas e sons do tempo.

2 comentários:

cleisson vidal disse...

adoro seu blog. entro em outro tempo, o da fruição.

beijos

andréa velloso disse...

eba!!! que delicia Cleisson...aparece aqui mais...eu gosto...